Soja

Tudo Sobre a Soja

A Soja é uma planta originária do Extremo Oriente. Não se sabe ao certo em que país foi cultivada primeiro: na China, Japão, Indonésia ou Manchúria. O que é um fato, é que ela é cultivada nesses países há milênios, sendo uma das bases da alimentação de seus povos. A citação mais antiga sobre a soja na literatura conhecida consta na “Matéria Médica”, de autoria do imperador Sheng Nung, escrita por volta do ano 2838 a. C. onde ele descreve as plantas da China (Mattos, 1986, p. 195).

A história chinesa possui várias lendas sobre a soja. Entre elas, a de que a soja, por sua importância, era semeada anualmente, pelo Imperador, com grandes festas, para dar início ao plantio da cultura. Outra delas, conta a história de uma caravana de negociantes, que ao atravessar uma região do norte do país, levando uma rica carga de pedras preciosas, sofreu uma emboscada de um bando de ladrões. Os negociantes, cercados, resistiram por vários dias, porem seus suprimentos foram se acabando. Quando se encontravam famintos, a ponto de se entregarem aos ladrões, descobriram uma pequena “videira”, da qual brotavam favas peludas. Colheram as favas e, de seus grãos, fizeram uma farinha rústica, e dela uma torta. Com esse alimento conseguiram se refazer e resistir aos ladrões até chegarem reforços para ajudá-los. Por esta razão, a soja tornou-se “a guia da vida” para os chineses.

Na mitologia japonesa se encontram também algumas lendas sobre a soja. Segundo a principal delas, cinco plantas nutritivas teriam brotado do lugar onde fora enterrada a deusa do alimento, quais sejam: o arroz, o trigo, a cevada, o milhete e a soja.

Daí o fato dessas plantas serem consideradas sagradas nesse período.

Durante séculos, a soja foi cultivada e comercializada apenas no Oriente. Entre o final do século XV e começo do XVI, com a chegada de navios europeus nessa região, ela foi levada para a Europa e lá, permaneceu como curiosidade até o começo do nosso século..